visitas

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Prazer tão breve


Estupido desejo que tanto encanta
como tanta coisa que pouco serve
o olhar da estátua que não é santa
e os flocos frios da branca neve.

Como pode o ser humano ser tão breve
entre as vidas desse mundo, tantas
a consciência a si somente lhe deve
esse saber que a alma tanto encanta.

Esse estupido desejo que se atreve
sobre a criatura humana se agiganta
ao dominá-la como uma pena leve
para satisfazer um prazer que é tão breve.

PEDRO ARUVAI

2 comentários:

Crista disse...

\o/
Sei que vais morrer de curiosidade em querer saber quem passou por aqui e fez...\o/....para ti e teu blog!!!!!
1/2 beijo ....rsrsrsrs

Pedro Aruvai disse...

obrigado, Crista, pela visia e o comentário.

bjsss