visitas

sábado, 12 de setembro de 2009

Amei o que foi possível


Amei o que foi possível
na possibilidade do amor
que pode ser o incrível
desencantando na dor.

Que pode ser o terrível
a se perder numa flor
ou num canto aprazível
esqueça de seu terror.

Amei por ser sensível
e me descobrir o que sou
sou um ser ainda possível
de compreender o amor.

PEDRO ARUVAI

3 comentários:

Úrsula Avner disse...

Lindo poema lírico meu caro autor. Seus versos são expressivos e melodiosos. Um abraço.

Pedro Aruvai disse...

obrigado pelo comentario, Ursula.

Barbara Bastos disse...

Em primeiro Lugar...

Parabéns pelos poema.
Simplesmente Lindo!!!
Agora, sim.
Em segundo lugar: Novidades!!!!!
Estou transformando o Ideias em uma revista eletrônica, que contará com várias editorias e muitos colaboradores.
Como novidade o blog agora tem seu próprio selo. E vc foi escolhido como um dos primeiros ganhadores, pois teu blog se encaixa perfeitamente dentro do perfil da premiação.
Para pegar basta acessar a opção Selo da barra do menu horizontal. Não é necessário repassar pois o selo será aferido apenas pela nossa equipe de colaboradores.
Mil beijos!!!
Barbara