visitas

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Canto às mulheres



Fulana é bela como eu nunca vi

sicrana me quer e eu nunca a quis

desejo amar tanto Joana

bacana é a Mariana que vive feliz.


Luana não sabe o que ela quer

Ana já pensa que é uma mulher

menina é Marina mas vive a sonhar

às coisas do amor que pensa encontrar.


Outro dia Maria me disse assim:

queria ser santa mas santa é ruim

não pode beijar na boca e fazer amor

sentir arrepio e sentir calor.


Astucia de Lúcia quase me convenceu

seus olhos nos meus aí eu tremi

e disse para ela você é tão linda!

Apenas sorriu e não me quis ainda.


Aquela Sofia que me enfeitiçou

anda de caso com outro amor

Aline sublime não mais me procurou

Amanda eu acho que me abandonou.


Teresa parece não muito sincera

as vezes me olha e me paquera

Verônica que todos a chamam de vera

ainda tem poucas primaveras.


Susana é anjo de tanta beleza

dizem que virgem é a Fernanda

que vive pensando que é princesa

dizem ser um caso da Iolanda.



Iara seria mulher perfeita

a Paula também é muito direita

Cristiane qualquer coração derrete

mas eu prefiro a Ivete.


Laura é um docinho de coco

feminina, sensual e delicada

não posso esquecer da Beatriz

que coisa mais linda e perfumada.


Carmem tem olhos azuis

olhos verdes quem tem é a Vivi

como a Sandy que quando eu a vi

quase que me enlouqueci.


Não sei quem me disse que Alice

havia lhe dito que me prefere,

fiquei numa tolice que fiz esses versos

só para falar dessas lindas mulheres.


[canto às mulheres]

PEDRO ARUVAI

4 comentários:

"Cantinho Poético" disse...

Quando eu dobro os meus joelhos, para pedir proteção... Eu não peço só por mim, mas também pelo meu irmão.

(Valquiria Cordeiro)

Feliz Noite e beijos meus...M@ria

Sylvia Rosa disse...

Nossa! Há todo instante esperei ler meu nome também, que peninha, não fui privilegiada!
muita criatividade sua.
Bjim

Pedro Aruvai disse...

obrigado, Sylvia por ter gostado do poema. e pelo elogio. verdade, faltou seu nome, desculpe a minha falta.

Marly Bastos disse...

Essa mulheres e as mil faces que têm... Como não ficar desnorteado e embevecido ao mesmo tempo né?? Muito bom o seu canto às mulheres, cadente e leve!
Beijos