visitas

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Deixei-me...


Deixei-me para ser usado
pelo amor que não deste
quem sabe não ser amado
pelo amor que merece

vive assim condenado

desse amor que padece.

pedro aruvai

2 comentários:

Barbara Bastos disse...

Você, como sempre, uma mestre brincando com as palavras.
Amei!
Bjs

Pedro Aruvai disse...

obrigado, Barbara pelo lindo comentario.